top of page

O poder de compras: Cost Avoidance e Cost Saving

Atualizado: 2 de nov. de 2023


(Gráfico Ilustrativo - ex. de matéria prima Zinco cuja variação de preço esta atrelada a LME)


O objetivo deste artigo é abordar os conceitos de Cost Saving e Cost Avoidance, levando em consideração a cultura organizacional, a terminologia utilizada dentro das empresas e a especificidade de cada categoria de compra. O foco principal não está na nomenclatura, mas sim nos critérios utilizados para mensurar os ganhos, garantindo que esses critérios sejam explicitados para a organização, demonstrando se o valor apresentado impacta na redução de custos ou na prevenção ou atenuação do aumento de custos futuros.

Situação A: COST SAVING - Economia de Custos

Se hoje pago um valor de uma matéria-prima "X" destinada à industrialização de R$ 8,00/kg e negociei por R$ 6,00/kg, haverá uma diferença de preço de R$ 2,00/kg (considerando preços sem IPI, com ICMS de 18%, PIS e COFINS inclusos)

Se hipoteticamente o consumo médio estimado mensal é de 15.000 kg por mês, exceto em dezembro quando a fábrica não opera, teremos uma redução no custo anual estimada de: R$ 8,00 - R$ 6,00 => R$ 2,00 - Como PIS, COFINS e ICMS são recuperáveis (*), temos: R$ 2,00 x 0,74415 => R$ 1,4883/kg x 15.000 x 11 (**) => R$ 245.560,50/ano.

(*) PIS e COFINS incidentes sobre aquisições de matérias-primas são recuperáveis, desde que a empresa adquirente esteja enquadrada no regime tributário de lucro real, que é o caso em que estamos trabalhando.


Critérios: Crédito de ICMS - 18%

PIS : Crédito de 1,65% sobre o valor sem ICMS Cofins: Crédito de 7,60% sobre o valor sem ICMS

(**) 11 meses, sendo que em dezembro haverá parada para manutenção.

No entanto, se a redução do preço for resultado único e exclusivamente das condições do mercado (por exemplo, queda de preço na mesma proporção da matéria-prima com base na LME – commodity), não deverá ser considerada como economia ou benefício financeiro por méritos de uma negociação, e sim uma ação de rotina, em que essa oscilação deve estar incluída nas previsões e revisões mensais apresentadas pelo setor de suprimentos à organização (Diretoria / Gerência Industrial, Custos, etc.). Porém, se considerarmos que a redução do preço é resultado de uma negociação eficaz de compras, em que o preço de mercado não caiu, mas se manteve hipoteticamente estável, podemos tratá-la como uma economia de custo com impacto positivo no resultado da empresa, resultado do mérito e atuação do setor de compras.

Situação B:


COST AVOIDANCE - Custo Evitado


O pleito de reajuste de um contrato vigente é de 12%, porém após negociação, Compras consegue reduzir o pleito para 5%.

Situação Hipotética: Valor mensal do contrato de Vigilância sem reajuste: R$ 100.000,00 R$ 100.000,00 x 1,12 (Pleito) => R$ 112.000,00 R$ 100.000,00 x 1,05 (Negociado) => R$ 105.000,00 (R$ 112.000,00 – R$ 105.000,00) x 12 => R$ 84.000,00, ou seja, foi evitado um impacto futuro nos custos na ordem de R$ 7.000,00 por mês ou R$ 84.000,00 por ano. Sobre este tema, existem ainda inúmeras situações mais complexas que exigem maior detalhamento e análise.


Podemos constatar no exemplo acima que não houve uma efetiva redução de custos, mas sim uma evitação de custos. Portanto, trata-se de um indicador do departamento de compras que merece atenção e incentivo. É importante ressaltar que a análise do mesmo deve ser realizada com discernimento.




Data de atualização: 02 de novembro de 2023


Sergio D. Guerra, Economista, Consultor, Professor e Sócio da Guerra Treinamentos e Soluções LTDA - Tributação | Strategic Sourcing | Contratos | Negociação Site Guerra Treinamentos e Soluções www.guerrasolucoes.com



Bibliografia:


INDUSTRIA HOJE. Cost avoidance: o que significa e porque existe tanta controvérsia. Disponível em: https://industriahoje.com.br/cost-avoidance-o-que-significa-e-porque-existe-tanta-controversia. Acesso em 25 de Novembro de 2018.


LME. LME Zinc. Disponível em:https://www.lme.com/en-GB/Metals/Non-ferrous/Zinc#tabIndex=2. Acesso em 25 de Novembro de 2018.


Oliver, Lianabel. Cost Savings and Cost Avoidance: Why You Should Know the Difference. Disponível em: https://medium.com/@lianabeloliver/cost-savings-and-cost-avoidance-why-you-should-know-the-difference-2eb627965067. Acesso em 25 de Novembro de 2018.

8.413 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo

8 Comments


bottom of page